Antônio Pereira
Antônio Pereira

Igreja Queimada de Nossa Senhora da Conceição.

Ane Souz

O distrito de Antônio Pereira, localizado a 25 km de Ouro Preto, é conhecido por sua forte vocação para a atividade mineradora, sua principal fonte de renda. Dentre os seus principais pontos turísticos, destaca-se as ruínas da igreja de Nossa Senhora da Conceição, fundada em 1716, que quase sucumbiu a um incêndio em 1830, por isso é conhecida pela população como "Igreja Queimada". Em seu interior existe um curioso cemitério ainda em funcionamento.

Outro ponto de destaque é a Gruta da Lapa, que abriga uma pequena capela na rocha, atraindo grande número de romeiros todos os anos no dia 15 de agosto, data dedicada à Nossa Senhora da Lapa.

Sabe-se que o bandeirante português Antônio Pereira Machado seguiu para o norte de Vila Rica, chegando a um local denominando Bonfim do Mato Dentro, por volta do ano de 1700. Aos poucos, ele foi se estabelecendo com numerosas minas na região, tais como as do Romão, Mata-mata, Macacos, Capitão Simão, Fazenda do Barbaçal, Mateus e Rocinha. Dessa forma, o antigo Arraial ganhou o nome de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Pereira, pela devoção à santa e também uma referência ao minerador português.

A natureza que circunda o distrito também merece destaque. Alguns dos lugares mais belos ficam nas Cachoeiras da Pedreira: três cachoeiras com quedas não muito altas e águas límpidas.

Atualmente, a área natural de Antônio Pereira é protegida por lei, por ter sido, por muitos anos, explorada por garimpeiros em busca de ouro, topázio e cascalho, sendo este último usado como material de construção.

População: 4480 habitantes

Atenção: você que não identificou algum local listado, clique aqui e preencha o formulário que entraremos em contato.

Fontes de informação e referências:

Texto: Greiza R. Tavares Rodrigues Ferreira - Jornalista - Agente Administrativo - Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio - Prefeitura de Ouro Preto - MG.

Referências:

COSTA, Joaquim Ribeiro.Toponímia de Minas Gerais, Ed. Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte 1970.

MARTINS, Antonio de Assis e OLIVEIRA, José Marques. Almanak administrativo, civil e industrial da província de Minas Gerais.Typographia do Minas Geraes, Ouro Preto, 1864.

VASCONCELLOS, Diogo de. História Média de Minas Gerais. 4ª Edição. Belo Horizonte: Itatiaia, 1974.

Disponível em: > http://www.ouropreto.mg.gov.br/distrito/2 > Acessado em 30/05/2019.