Amarantina
Amarantina

Casa de Pedra de Amarantina

Divulgação Sepres

A Casa de Pedra de Amarantina ou Casa Bandeirista é um dos principais atrativos de Amarantina. Trata-se de uma edificação histórica, dos anos finais do século XVII, construída pelos bandeirantes. Recentemente, a casa foi restaurada e é utilizada como centro comunitário do distrito, abarcando várias atividades, além de ser local de exposição e venda do artesanato produzido no distrito, principalmente em tecido, bordados, crochê e artigos de decoração.

Outro grande destaque de Amarantina é a Festa de São Gonçalo e Cavalhadas de Amarantina, realizada no mês de setembro, festejo de origem portuguesa, que representa a fé em São Gonçalo e também a luta entre mouros e cristãos. Essa celebração é registrada como patrimônio imaterial de Ouro Preto, desde 2011.

O distrito de Amarantina está localizado a cerca de 30 Km de Ouro Preto. O povoado teria surgido após uma grande fome que acometeu a população de Vila Rica, por volta do ano de 1700. Sendo assim, muitas pessoas fixaram moradia no local para plantar alimentos e distribuí-los na região. Segundo a tradição oral, havia muitas plantações de alho, frutas e hortaliças. Naquele período, o povoado era nomeado Tijuco, que abarcava a região onde hoje estão localizados Amarantina e Cachoeira do Campo.

Antônio Alves, fazendeiro português, foi uma dessas pessoas que fixaram residência no local, no século XVIII. Ele tinha grande devoção para com São Gonçalo, santo com tradicional veneração em Portugal. Sendo assim, ele ergueu uma ermida em homenagem ao santo nas suas terras no Tijuco. Os viajantes que por ali passavam, achavam o local muito parecido com Amarante, em Portugal. Por essa razão chamaram o povoado de São Gonçalo do Amarante. Já no século XIX, a antiga ermida foi substituída pela atual igreja, localizada na parte central do distrito.

No século XX, sobretudo a partir da década de 1940, inicia-se na região a produção de café e outros produtos hortifrutigranjeiros para comercialização na região. A partir dessa década, o distrito passou a se chamar Amarantina.

População: 3557 habitantes

Atenção: você que não identificou algum local listado, clique aqui e preencha o formulário que entraremos em contato.

Fontes de informação e referências:

Texto: Greiza R. Tavares Rodrigues Ferreira - Jornalista - Agente Administrativo - Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio - Prefeitura de Ouro Preto - MG.

Referências:

COSTA, Joaquim Ribeiro.Toponímia de Minas Gerais.Ed. Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte 1970.

MARTINS, Antonio de Assis e OLIVEIRA, José Marques. Almanak administrativo, civil e industrial da província de Minas Gerais, Typographia do Minas Geraes. Ouro Preto, 1864.

VASCONCELLOS, Diogo de. História Média de Minas Gerais. 4ª Edição. Belo Horizonte: Itatiaia, 1974.

Disponível em: >http://www.ouropreto.mg.gov.br/distrito/1 > Acesso em 30/05/2019.

Disponível em: > http://patrimonioimaterialop.blogspot.com/ > Acesso em 30/05/2019.