Santo Antônio do Leite
Santo Antônio do Leite

Igreja de Santo Antônio

Arquivo SETIC

Santo Antônio do Leite atualmente é muito conhecido pela abundante produção artesanal de jóias de prata com pedras preciosas e semi-preciosas. Outro fator que chama a atenção no local, situado a 28 Km de Ouro Preto, é o clima tranquilo de cidade pequena, além das pousadas, hotéis-fazendas e sítios, que atraem pelo aconchego e pelo ecoturismo.

Sobre o surgimento do distrito, sabe-se que Diogo de Vasconcellos, em sua publicação "História Antiga de Minas Gerais", já registrava o nome "Leite" para o arraial na Guerra dos Emboabas (entre 1707 e 1709). A formação do arraial provavelmente teve início nos anos de 1700. Segundo a tradição oral, os Oficiais da Tropa Paga de Cachoeira do Campo passavam sempre pelo local, onde encontravam leite de boa qualidade, das antigas fazendas da região. Assim, passaram a chamar o local de "Leite".

Outra grande produção da localidade, principalmente a partir do século XIX, foi a plantação de bananas. E ainda hoje são produzidas no local, além de outros produtos agrícolas que abastecem a região.

A mudança do nome para "Santo Antônio do Leite", veio a partir da devoção a Santo Antônio e da construção da primitiva capela em homenagem ao santo, em 1858. Nos anos finais do século XIX, foi construída a atual igreja, cujo teto foi pintado por Honório Esteves, natural da localidade. A igreja fica localizada na Praça Juca Geraldo, também chamada de Praça da Matriz, na parte central do distrito, em torno da qual o arruamento se formou à beira do chamado caminho antigo, anteriormente utilizado como trajeto opcional rumo a Ouro Branco e Congonhas.

Muitos festejos são celebrados ao longo do ano no distrito. Em janeiro, é comemorada a Festa de São Sebastião; em maio, acontece a Festa da Maria Concebida; em junho, tem-se a Festa do Padroeiro Santo Antônio; em agosto, a tradicional Festa dos Mineiros, com barraquinhas de comida e bebida, além de shows; e, por fim, em setembro, a população se mobiliza para organizar, no bairro Chapada, a Festa da Primavera, que comemora a chegada da estação das flores, promovendo a cultura e a natureza locais, com música, culinária típica, oficinas artísticas e ecológicas, além de passeios de bicicleta, caminhadas e distribuição de mudas.

População: 1705 habitantes

Atenção: você que não identificou algum local listado, clique aqui e preencha o formulário que entraremos em contato.

Fontes de informação e referências:

Texto: Greiza R. Tavares Rodrigues Ferreira - Jornalista - Agente Administrativo - Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio - Prefeitura de Ouro Preto - MG.

Referências:

COSTA, Joaquim Ribeiro.Toponímia de Minas Gerais.Ed. Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte 1970.

MARTINS, Antonio de Assis e OLIVEIRA, José Marques.Almanak administrativo, civil e industrial da província de Minas Gerais.Typographia do Minas Geraes, Ouro Preto, 1864.

VASCONCELLOS, Diogo de.História Média de Minas Gerais. 4ª Edição. Belo Horizonte: Itatiaia, 1974.