Carteira do Artesão: cerca de 290 profissionais já foram atendidos pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo

Desde julho de 2022, a equipe do Departamento de Turismo auxilia os artesãos locais na obtenção e renovação da Carteira

Por LuisCampioto |22/11 às09h:53
Foto por:Ane Souz

Desde julho deste ano, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult/OP) tem prestado o serviço de auxílio aos artesãos locais na obtenção e renovação da Carteira Nacional do Artesão, e já contatou cerca de 290 profissionais, sendo agendadas 91 entrevistas e 41 pré-cadastros finalizados. Além do acesso à Carteira, os artesãos que já possuem carteira atualizada serão incluídos no Inventário da Oferta Turística (Invtur), entrando para a base de dados da cidade, que auxilia turistas e moradores a conhecerem melhor a região.

É importante salientar que a Secult/OP oferece suporte apenas na primeira etapa do processo. A segunda parte ocorre exclusivamente entre o artesão e a Secretaria de Desenvolvimento do Estado, via e-mail ou Whatsapp. Na primeira etapa, o artesão entra em contato com a Secretaria Municipal e agenda um horário para que o funcionário o auxilie na inserção dos dados no sistema do Governo Federal. Nesta etapa, o artesão deve estar com os documentos previamente solicitados em mãos, e deverá fazer a seleção das fotos dos seus produtos para avaliação. Após esse pré-cadastro, o profissional aguarda a segunda etapa, que engloba o contato à distância com a Secretaria de Desenvolvimento do Estado, por onde se dá a aprovação ou a renovação da Carteira.

A diretora de Turismo da Secult/OP, Fabiana Nonato, falou da importância desta ação da Secretaria. “Este trabalho que está sendo desenvolvido na Secretaria de Cultura e Turismo, pelo Departamento de Turismo, é de grande relevância para o município. Por meio do apoio ao artesão na obtenção da carteirinha, conseguimos identificar esses profissionais, conhecer o seu trabalho e as técnicas empregadas. É uma ação que está associada ao Inventário da Oferta Turística, cujos dados podem auxiliar a Secult/OP e também a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, para desenvolverem ações junto aos artesãos. Ressalto que este serviço já faz parte da rotina do Departamento de Turismo e estamos de prontidão para atender os artesãos que nos procurarem, pois continuaremos com esse trabalho em 2023”, afirmou a diretora.

A secretária de Cultura e Turismo, Margareth Monteiro ressaltou a valorização desses profissionais. “Este atendimento aos artesãos objetiva cadastrar e descobrir esses novos talentos do artesanato em Ouro Preto e nos distritos. Essa ação é importante para que eles possam ser classificados oficialmente como artesãos, essa identificação não só valoriza o profissional, como também qualifica o seu trabalho, possibilitando também a realização de cursos de capacitação, por exemplo. É muito importante valorizar o trabalho do pequeno produtor, sobretudo de localidades mais distantes, para que ele possa ser incluído no mercado turístico e no desenvolvimento econômico do município”, declarou a secretária.

 

Mais informações sobre a Carteira Nacional do Artesão

A Carteira Nacional do Artesão é um documento físico cedido pelo Ministério da Economia, de forma gratuita, para a identificação desses profissionais. O documento permite o acesso às políticas incluídas no Programa do Artesanato Brasileiro e Coordenações Estaduais do Artesanato, tem validade de 6 anos e é válido em todo o Brasil.

Para se registrar, o profissional precisa de uma conta no sistema Gov.com e fotos que ilustrem bem o seu trabalho e seus produtos.

Mais informações sobre o agendamento e documentação podem ser solicitadas pelo telefone 3551-7329 ou através do e-mail turismo@ouropreto.mg.gov.br.