Capela Nossa Senhora das Dores
Capela Nossa Senhora das Dores

Rodrigo Gomes

O bem cultural “Igreja de Nossa Senhora das Dores”, situa-se em Cachoeira do Campo, em rua e bairro de nome idêntico ao do edifício religioso. O templo foi edificado nos meados do séc. XVIII para as comemorações da Semana Santa, e está locado no ponto mais alto de um morro que se ergue atrás da Matriz de Nossa Senhora de Nazaré, destacando-se das demais edificações locais por sua volumetria avantajada. Separado por uma estreita rua encontra-se um cemitério contíguo a igreja que, segundo a tradição popular local, data da época da Guerra dos Emboabas, tendo àquela ocasião, a população, enterrado os mortos insepultos nesse local. No óculo localizado no triângulo formado pelo frontão, lêem-se as datas 1761-1939, sendo a primeira a data em geral aceita como o marco final da construção e a última indica uma restauração.
Sua maior e mais marcante característica é a simplicidade. O que chama logo a atenção de quem entra é o seu forro todo ornamentado com painéis artisticamente pintados. A igreja é dividida em quatro áreas principais: nave, capela-mor, coro e sacristia. Outros detalhes importantes de se notar são a arquitetura e certos elementos ornamentais que se mantiveram praticamente intactos: as paredes de pedra e cal (que chegam a ter 1 metro de espessura); o piso composto de lajotas de barro cozido (que é um dos poucos do estilo que ainda resta na região); o delicado gradil de madeira (que separa o corpo da nave das passarelas laterais); as curiosíssimas marcas seculares deixadas no piso por patinhas de cachorro e dedos de crianças peraltas etc.



Parecer de tombamento: clique aqui para download

Fontes de informação e referências:

Acervo de Inventários e Dossiês da Prefeitura de Ouro Preto/PROPAT e Arquivo Público Municipal de Ouro Preto